Estudantes cristãos feridos em bombardeio recebem tratamento

| 06/05/2010 - 00:00


Cerca de 50 cristãos iraquianos estão no hospital após um ataque no domingo, 2 de maio, nas proximidades de Mosul, que matou uma pessoa e obrigou 1.000 estudantes a abandonarem as aulas pelo restante do semestre.

Mais de 160 pessoas ficaram feridas nos ataques que atingiram três ônibus de cristãos que viajavam para a Universidade de Mosul, para as aulas. Os ônibus, que transportavam estudantes cristãos de vilarejos do leste de Mosul, estavam em sua rota diária, acompanhados por dois carros do exército.

“Esse ataque foi muito forte, porque eles não atacaram somente um carro, e sim todo o comboio, e em uma região que é muito vigiada pelo exército” disse o bispo Georges Casmoussa.

As explosões aconteceram entre dois postos de controle. Uma bomba na estrada e um carro-bomba explodiram enquanto os ônibus se aproximavam do segundo posto de controle, na área de Kokjaly.

O proprietário de uma oficina mecânica próxima, Radeef Hashim Mahrook, foi morto em uma das explosões, quando tentou ajudar os estudantes.

Alguns dos alunos feridos estão recebendo tratamento em Erbil, capital da região Curda. Georges afirmou que o Consulado turco e o governo regional curdo se ofereceram para transferir os estudantes que precisam de atendimento especial para a Turquia.

Muitos cristãos de Mosul fugiram da cidade após os constantes ataques contra a comunidade, e foram viver em vilarejos ao leste da cidade.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE