Outras religiões: livros queimados, multas e cadeia para as testemunha

| 17/02/2004 - 00:00


O Forum18 NewsService descobriu que, no dia 12 de janeiro, os testemunhas de jeová Nurali Azhigliev e Turganbai Khozhbayev foram presos em Takhiatash, noroeste do Uzbequistão por distribuir literatura religiosa. No dia 23 de janeiro a corte desta cidade, presidida pela juíza Jamila Khojanova, declarou culpados Ajigliev e Khozhbayev de acordo com o Artigo 241 (deixando de observar a maneira prescrita de comunicar a doutrina de liberdade religiosa) do Código de Ofensas Administrativas, e impôs uma multa equivalente a um salário mínimo mensal $ 5.440,00 (cerca de USD 6,00). O tribunal também decidiu que a literatura confiscada desses dois deveria ser destruída, essa literatura consiste em uma cópia do novo testamento, uma cópia da revista Awake! e nove cópias da revista Watchover.

A juíza defendeu veentemente o parecer da corte. A organização Testemunhas de Jeová não está registrada não podendo pregar, disse ela ao Forum18 em Takiatash no dia 11 de fevereiro. Quando o Forum18 comentou que as revistas Awake! e Watchover e especialmente o Novo Testamento não eram proibidos no Uzbequistão fazendo com que a decisão de destruir essas literaturas estaria fora da lei, a juíza respondeu se nós não tivessemos tomado essa decisão de destruir essas literaturas, as duas testemunhas de jeová começariam novamente a distribuição e isso nós não podemos permitir. A literatura confiscada provavelmente será queimada, mas as testemunhas de jeová podem recorrer contra essa decisão em dez dias, disse Khojanova ao Forum18.

Essas sentenças repressivas contra essa seita fazem parte de uma contínua perseguição em todo o Uzbequistão, no qual a SSN (Serviço de Segurança Nacional) tem ameaçado a lidar com as testemunhas de jeová de maneira intensa.

O Forum18 também recebeu a informação que no distrito criminal de Pastdargomsy em Juma, oeste do país, a testemunha de jeová em Samarkand, Aliakbar Davranov, foi sentenciada com três dias de prisão administrativa, isso, como as sentenças em Takhiatash, também sob o Artigo 241. Fui à cidade de Juma a negócios no dia 04 de dezembro do ano passado, e mais ou menos às seis horas da tarde fui ver meu amigo Damil Mukharamov, Davranov escreveu em protesto ao presidente da corte regional de Samarkand. Havia seis pessoas em sua residência, que pelo que eu sei somos da mesma religião, pregam sua fé, que é uma organização religiosa internacional. Fiquei muito feliz em visitá-los e conversamos sobre as coisas da Bíblia, bem como as testemunhas de jeová no mundo todo. Eu não atraí ninguém, ou ensinei, ou forcei de outra maneira a comparecer à casa de Mukharamov.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE