Sete Igrejas são invadidas nas últimas semanas

Sete igrejas foram atacadas em Bishkek, a capital do Quirguistão, nas últimas seis semanas.

Um grupo de quatro homens pulou um muro quebrando ao meio a porta traseira de uma igreja, nas primeiras horas de uma manhã de meados de julho. O líder da igreja relatou: "Uma mulher, Valya, que estava lá foi espancada, amarrada com fita e depois mais espancada quando pouco dinheiro foi encontrado." Quartos foram arrasados, a segurança foi demolida e alguns itens foram tomados, incluindo equipamentos musicais e um computador.

Três semanas mais tarde, surgiram notícias de que outras seis igrejas haviam recebido tratamento similar de ladrões. A polícia parece estar fazendo muito pouco para investigar, e em um caso, nem sequer chegou à cena do roubo.

No mês passado, uma nova constituição, que oferece a esperança para uma maior liberdade religiosa, foi aprovada pela esmagadora maioria do povo do Quirguistão. Isso se seguiu de uma onda de confrontos entre Quirguistão e Uzbequistão, em junho, que deixou pelo menos 190 mortos e milhares de desabrigados da etnia uzbeque, que fugiram da violência.

• Ore para que as autoridades tragam justiça e os autores dos arrombamentos. Ore para que cristãos no Quirguistão conheçam o conforto do Senhor e que continuem a comungar, apesar da ansiedade.

• Ore para que o país continue a trabalhar para a estabilidade e que a nova Constituição traga um maior grau de liberdade religiosa.