Folha publica entrevista com correspondente internacional da Portas Ab

| 15/09/2010 - 00:00


Casos como os de Sakineh Ashtiani, a iraniana condenada a morrer apedrejada, ou a polêmica sobre a construção de uma mesquita em Nova York, demonstram que a perseguição a muçulmanos é bem documentada. Mas o Ocidente, paradoxalmente, ignora casos similares que afetam cristãos em outras partes do mundo.

A avaliação é da jornalista norte-americana Barbara Baker, 65, editora da agência de notícias Compass Direct, especializada em cobrir o tema. Confira aqui na íntegra a entrevista publicada no último sábado.

Barbara Baker é uma jornalista que residiu nas Filipinas, Irã, Chipre e Turquia durante os 35 anos em que serviu como correspondente de notícias e colunista de várias publicações cristãs e seculares. Depois de ter atuado por cinco anos como correspondente no Oriente Médio para o News Network International, ela passou a integrar desde 1997 a filial do Compass Direct News no Oriente Médio como editora-chefe.

Essa agência tem como finalidade documentar e relatar os sofrimentos e necessidades dos cristãos perseguidos por sua fé. Barbara tem viajado amplamente por todo o mundo muçulmano, Ásia Central, norte e leste da África, Sudão, Paquistão e a região do Golfo. Ela atualmente reside em Istambul, Turquia.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE