Casa de oração chinesa é demolida pela polícia

No dia 30 de agosto, 20 cristãos, entre eles alguns idosos, testemunharam inconsoláveis enquanto a polícia derrubava a casa de oração, a escola e o centro de treinamento. O ChinaAid informou que a polícia chegou ao local pela manhã, expulsando as pessoas do prédio, que era propriedade de uma igreja doméstica na província de Zhegiang, enquanto estavam reunidas para a reunião de oração.

As igrejas domésticas chinesas que não tem autorização do governo para funcionar, sofrem uma forte perseguição por parte das autoridade chinesas. Três delas foram alvo de violência no mês de agosto. Elas pertencem a maior rede de igrejas domésticas do país - entre 5 e 7 milhões de membros.

 A liderança desta rede foi convidada a participar do Terceiro Congresso Lausanne para a Evangelização Mundial  que ocorrerá em outubro, na África do Sul, mas a Secretaria de Segurança Pública chinesa tomou conhecimento e os pressionou a não irem. Quando os líderes se recusaram a ceder à pressão, as três igrejas foram fechadas.

Pedidos de oração: