Atirador mata ao menos um cristão e fere outros cinco no Egito

Pelo menos um cristão morreu nesta terça-feira e outros cinco ficaramferidos depois que um policial supostamente atirou contra eles em umtrem que ia de Assiut, no sul do Egito, ao Cairo, informou à Agência Efeuma fonte policial.

O policial teria atirado contra ospassageiros após entrar no trem na estação de Samalut, a cerca de 250quilômetros da capital egípcia.

A fonte acrescentou que osferidos, dois dos quais se encontram em estado grave, foram levados aohospital geral da governadoria de Al Minya, perto de Samalut.

Umcomunicado do Ministério do Interior egípcio emitido pouco depoisassinala que o suposto autor do ataque, identificado como Amre AshurAbdelzaher Hassan, foi detido em sua residência em Samalut, após terfugido do trem.

Segundo a nota, o morto tinha 71 anos e um dosferidos é sua esposa, de 61 anos. Os demais atingidos são três mulheres eum homem.

O governador de Al Minya, Ahmad Dia Eddin, negou emdeclarações à televisão egípcia que haja qualquer viés de intolerânciareligiosa no incidente.

O ataque desta terça-feira ocorre depoisque 23 pessoas morreram e outras 90 ficaram feridas em um atentadocontra uma igreja em Alexandria, no litoral mediterrâneo do Egito, nanoite de Ano Novo.

O atentado de Alexandria - que ainda não foiatribuído a nenhum grupo, mas que tinha traços da rede terrorista AlQaeda, desencadeou uma onda de reações dentro e fora do país que pedemproteção aos cristãos e à liberdade religiosa.