Itália legisla contra perseguição cristã no mundo

| 14/01/2011 - 00:00


A Câmara baixa do Parlamento italiano adotou, na quarta-feira, dia 12 de janeiro, uma resolução que censura a perseguição aos cristãos em alguns países.

O documento, aprovado na Câmara dos Deputados de forma unânime com 504 votos a favor e nove abstenções, exorta o primeiro ministro Silvio Berlusconi a “aplicar medidas políticas e econômicas para proteger a liberdade religiosa,” no primeiro mandato, a dos cristãos e outras minorias que são expostas à perseguições em alguns países.

Anotonio Mazzocchi, um dos promotores da moção, disse que “o fato de que o Parlamento votou de forma unânime em uma moção contra a intolerância religiosa é um forte sinal (...) de que a Itália não pensa em ficar calada.”

Queremos defender não somente uma cultura milenária que tem protagonizado nossa história e continua sendo guia ética para o Ocidente, mas também uma liberdade mais ampla e importante, a de crer, expressar e viver em um mundo em que a tolerância seja um valor fora de discussão,” disse, de acordo com a imprensa italiana.

Também em ações similares, o presidente da França, Nicolas Sarkozy condenou há uns dias o que se qualificou como “plano particularmente perverso de depuração religiosa no Oriente Médio” e enfatizou que tanto “no Iraque com no Egito, os cristãos do Oriente estão em sua casa.” O mandatário francês se refere aos recentes atentados contra uma Igreja copta em Alexandria e contra casas de cristãos em Bagdá.

Com o aumento da perseguição no Egito, Iraque e Nigéria, o Papa Bento XVI fez um pedido, nesta segunda-feira, exigindo que os governos do mundo adotem medidas para proteger as minorias religiosas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE