"A perseguição é parte da vocação cristã", diz bispo

| 07/06/2011 - 00:00


Três anos após o massacre em Kandhamal, o número de fiéis na região de Orissa está crescendo, diz o arcebispo da região, John Barwa.

Enquanto a perseguição aos cristãos permanece, a fé das pessoas tem crescido e “o número de fiéis está aumentando”, disse o arcebispo, que foi recentemente empossado como o novo arcebispo de Cuttack-Bhubaneshwar.

“A perseguição existe, enfrentamos muitos desafios, sempre estamos preocupados. Mas acreditamos que a perseguição é parte da nossa vocação cristã e da nossa vida cristã. Não temos medo, nós temos que viver para Deus”, disse o arcebispo em entrevista para a Fides.

“Sabemos que, onde há perseguição, a fé se fortalece e hoje eu tenho orgulho de dizer que a fé do meu povo está se fortalecendo. O sangue derramado por causa da nossa fé em Cristo é sempre a semente de novos cristãos. Em Orissa, o número de cristãos está aumentando.”

De acordo com o Conselho Cristão da Índia, 14 dos 30 distritos do estado de Orissa foram afetados pela violência religiosa. Foram 6 mil casas queimadas em 400 aldeias, incluindo 296 igrejas e lugares onde se realizavam cultos cristãos.

“Em resumo, há ódio e hostilidade contra os cristãos, que resultam em discriminação em nome de alguns setores da sociedade e também para as instituições”, disse o Arcebispo.

John Barwa ainda disse que a população da região não tem confiança na polícia e na segurança deles, pois constantemente sofrem violência e não são ajudados.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE