Muçulmanos enfurecidos atacam propriedades de cristãos

| 30/06/2011 - 00:00


Muçulmanos enfurecidos incendiaram várias casas e propriedades cristãs, rodearam uma igreja e ameaçaram matar um padre na semana passada, no Egito.

No sábado (25 de junho), na aldeia de Awlad Khalaf, muçulmanos locais atacaram o cristão copta Wahib Halim Atteyah, roubaram-lhe 8.530 dólares e demoliram sua casa junto com as outras estruturas de sua propriedade. O grupo, então, invadiu outras seis casas de cristãos e as incendiou. A maioria dos itens roubados foi devolvida por outros muçulmanos da região, de acordo com o Jornal Watani.

Tudo aconteceu quando se iniciou um boato de que Atteyah estava construindo uma igreja em sua propriedade. Atteyah teria autorização somente para construir uma casa, mas fez também um celeiro para o gado, violando a licença que lhe permitia edificar algo em 95 metros quadrados.

Atteyah e Ihab Na’eem, outro cristão copta, foram presos mais tarde. Relatórios de acusações são variados, mas todos dizem que tudo tem a ver com, supostamente, repelir ataques com armas de fogo – acusação que Attheyah disse que era verdade. Dois muçulmanos foram acusados pelos incêndios na residência.

Pelo menos cinco muçulmanos e um cristão ficaram feridos durante o ataque. Forças de segurança foram mobilizadas para proteger o restante das residências. Esforços para alcançar os membros do Thabet e da diocese de Minya foram infrutíferos, assim como as tentativas de proteger e ter contato com Atteyah.

O problema da semana passada na igreja St. George tinha suas raízes em um incidente que aconteceu há dois meses. Em março, grupos de muçulmanos protestaram no local da igreja, após a igreja querer expandir a congregação. Depois que os islâmicos obrigaram os cristãos a participar de uma “reunião de conciliação”, o projeto de expandir a igreja foi abandonado.

O grupo também exigiu que o líder da igreja em Thabet se retirasse. A igreja se recusou, mas depois mandou o padre, líder da igreja, temporariamente embora, em uma aparente tentativa de apaziguar os extremistas islâmicos que moram na comunidade.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE