Em meio a perseguições, igreja continua crescendo

| 05/08/2011 - 00:00


O presidente da Associação Cristã da Nigéria (CAN) do Estado de Plateau, reverendo Philip Dafes Mwelbish, revelou que o cristianismo na Nigéria está enfrentando grande perseguição, mas o crescimento da igreja continua intacto.

Mwelbisbh disse que todos os maus-tratos que a igreja vem sofrendo não serão capazes de deter a propagação do evangelho da salvação e aconselhou os pastores recém-ordenados a representar Jesus Cristo em todos os aspectos da sua vida.

O reverendo Davi Ogunlowo culpou a crise que a Igreja está enfrentando, dizendo que é isso que está criando tendências para ela se dividir e acrescentou que este é o momento ideal para se combater tudo o que está indo contra a igreja.

Segundo ele, é vergonhoso ver pastores e membros das igrejas envolvidos em discussões inúteis, ao invés de enfrentarem juntos os desafios atuais da igreja no país, unindo-se em oração para saber qual a solução para tudo isso.

Ele disse: “A igreja precisa acordar e lutar contra o mal. Devemos trabalhar juntos para o Reino de Deus e envergonhar o diabo, ao invés de insultar uns aos outros sobre assuntos terrenos.”

Também falando em uma entrevista, o diretor da Escola Batista Pastoral, reverendo Ayuba Iliya, revelou que, até agora, a instituição, que tem 26 anos de idade, já preparou cerca de 600 pastores – e todos estavam ansiosos para exercer o ministério.

Para o presidente da Conferência Central Batista, reverendo Thomas Ndandok, os pastores que se formaram terão um impacto positivo sobre a sociedade nigeriana. Segundo relatos, todos os pastores que foram preparados e enviados estão entusiasmados com essa oportunidade e têm esperança de que não falharão nos projetos que lhes foram entregues.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE