Atentados e ataques entristecem a igreja

| 04/09/2011 - 00:00


O Arcebispo de Abuja, Dom Olorunfemi Onaiyekan, admitiu ontem que a Igreja nigeriana está “triste e profundamente preocupada”, pelo atentado praticado contra a sede das Nações Unidas, d no último dia 26 de agosto.

No atentado, que destruiu a sede local das Nações Unidas, um suicida invadiu o edifício, situado no bairro das embaixadas, e com a sua explosão provocou deixando 18 mortos e numerosos feridos com a explosão. O atentado foi atribuído à seita Boko Haram.
“Não sabemos onde estas pessoas querem chegar e me questiono sobre as forças que possam estar por trás destes fatos”, - declarou o Arcebispo. “Esperamos uma resposta adequada do governo para acabar com estas essas violências”.

A seita Boko Haram é originária do norte da Nigéria, onde já praticou diversos atentados contra as forças da polícia e lugares de culto muçulmanos e cristãos. Um deles foi a Catedral de Maiduguri, capital da província de Borno, no nordeste, gravemente destruída em junho.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE