Cristão convertido é sequestrado e decapitado

Um cristão convertido do islamismo para o cristianismo foi encontrado decapitado no dia 2 de setembro, nos arredores da cidade de Hudur, região de Bakool, sudoeste da Somália.

Juma Nuradin Kamil foi forçado a entrar em um carro com três homens suspeitos de pertencerem ao grupo extremista islâmico Al Shabaab, no dia 21 de agosto, segundo fontes da área. Depois de os vizinhos procurarem por ele, foi encontrado no dia 2 de setembro na rua.

A maneira como o sequestro e o assassinato ocorreram sugere que o grupo Al Shabaab estava monitorando o cristão, disseram os líderes cristãos. O Al Shabaab, grupo islâmico militante com ligações com a Al Qaeda, prometeu livrar a Somália do cristianismo e controlar a área de Mogadíscio, capital somali.

“É usual que o Al Shabaab decapite aqueles que eles suspeitam ter abraçado a fé cristã, ou sejam simpatizantes dos ideais ocidentais”, disse o dirigente. “Nosso irmão aceitou a fé cristã há três anos e estava determinado a permanecer em sua fé e em Deus. Sentimos muita falta dele.”

Uma moradora da região disse que estava a caminho de sua casa quando viu uma multidão de pessoas olhando o cadáver. “Eu não compreendia o que estava acontecendo, até que vi que alguém tinha sido decapitado. A cabeça foi colocada sobre seu peito”, disse a residente.

Um cristão disse que a comunidade da área, inicialmente, não queria enterrar o corpo, com medo de que os extremistas do Al Shabaab os associasse com novos convertidos. “A comunidade temia enterrá-lo e seu corpo já estava há dois dias a céu aberto, até que pessoas o enterraram secretamente”, disse um morador.