Religiosa diz que famílias moçambicanas não falam sobre tráfico de órg

| 13/05/2004 - 00:00


As autoridades do norte de Moçambique calam as famílias das vítimas de tráfico de órgãos, segundo a religiosa brasileira Maria Elilda dos Santos. Não há cooperação por parte dos organismos governamentais, pelo contrário, há uma vasta tentativa de dissimular o que acontece, declarou a brasileira em sua chegada ao aeroporto de Lisboa.

Leia mais no UOL


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE