Nova lei proíbe a construção de igrejas no país

| 04/10/2016 - 00:00


04-igreja-egito

A igreja no Egito agora tem que lidar com mais uma restrição por parte do governo. Dessa vez, uma nova lei foi promulgada pelo Parlamento Egípcio. Ela é totalmente discriminatória contra os cristãos. As construções e reformas de instituições religiosas cristãs estão proibidas. A justiça permite que governadores possam negar licenças de construção e o requerente não tem direito algum de apelação. Ou seja, os cristãos ficam sujeitos aos ""caprichos"" desses governadores.

A atual lei não é compatível com as normas internacionais relativas à liberdade de religião e tem sido uma decepção para aqueles que aguardavam o direito à liberdade de culto, sem ter que enfrentar ataques violentos, tanto morais quanto físicos. Há pouco tempo, a Igreja Ortodoxa tinha voz no processo de elaboração de determinadas leis que envolvem o setor religioso e havia prometido facilitar a construção de novas igrejas. Mas parece que dessa vez a igreja não foi consultada.

Sendo assim, não haverá mudanças para aqueles que aguardavam pela proteção à liberdade dos cristãos no país e que sonhavam em cultuar a Deus no Egito legalmente. O país ocupa o 22º lugar na atual Classificação da Perseguição Religiosa, onde os fieis encontram cada vez mais dificuldades para manter a igreja viva. Aqueles que abandonam a fé islâmica para seguir o cristianismo são os mais perseguidos, tanto pela sociedade quanto pela própria família. Os cristãos egípcios contam com as orações da igreja livre de perseguição e confiam na atuação do Espírito Santo entre eles. Continue orando pela igreja no Egito.

Leia também
Violência contra a igreja continua
Líder cristão foi executado durante pregação


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE