Outra igreja é demolida no Sudão

| 25/05/2017 - 00:00


24-sudao-igreja-demolida

Mais uma igreja foi demolida, em Cartum, dez dias depois da destruição de outra que ficava na região de Soba. A igreja em Algadisia estava lá desde 1983. Segundo relatórios, uma pessoa reivindicou a propriedade, mas não forneceu nenhum documento de comprovação. As autoridades exigiram que a igreja devolvesse o terreno e, mesmo com o líder apresentando a documentação de posse, os oficiais se recusaram a saber mais sobre o caso, afirmando que tinham ordens para demolir.

Há uma campanha do governo, atualmente, que visa enfraquecer a igreja nessa nação, que ocupa o 5º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição. As duas igrejas faziam parte de uma relação de 27 igrejas listadas, desde o ano passado, para demolição. Os governantes alegam que elas estão violando uma lei e que aquelas áreas estavam designadas para outros fins. Embora a liderança tenha apelado judicialmente, o pedido foi rejeitado em abril.

A base legislativa para a rejeição das igrejas naquele local faz parte de uma decisão que foi tomada em 2014, que introduziu uma distinção de uso da terra em quatro categorias (residencial, culto ou adoração, comercial e governo) e que proíbe a construção de igrejas em terras não designadas para fins religiosos. Acontece que algumas das estruturas em questão foram construídas antes da decisão de 2014, daí o motivo dos atuais conflitos. Ore pelos cristãos perseguidos no Sudão.

Leia também
Igreja é demolida pelo governo


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE