Países da Ásia Central permanecem hostis ao cristianismo

| 23/07/2016 - 00:00


23-asia-central-0380102413.jpg

A Ásia Central é uma região repleta por estepes (solos descobertos e áridos), montanhas e desertos, com mudança constante de clima, o que força os movimentos migratórios de seus habitantes. Em algum momento da história, chegou a ter um governo central e muitos países unificados, por volta do século 8. Hoje, porém, se divide em diversos países, sendo os principais: Cazaquistão (42º na atual Classificação), Tajiquistão (31º), Turcomenistão (19º), Uzbequistão (15º) e Quirguistão (48º em 2012). Partes de alguns outros países chegam a compor também a Ásia Central, como é o caso do Afeganistão (4º), China (33º), Índia (17º), Irã (9º), Mongólia, Paquistão (6º) e Rússia.

Perceba que quase todos esses países fazem parte da atual Classificação da Perseguição Religiosa, compondo a lista das nações que tratam os cristãos com hostilidade. Embora os cidadãos sejam obrigados a migrar de um país para o outro, devido ao clima instável, não existe um local seguro para eles. Para onde eles fugirem, vão encontrar um governo que condena sua religião e sua decisão de seguir a Cristo. De acordo com os relatórios da Portas Abertas, a igreja é relativamente jovem em todas essas nações, então os desafios evangelísticos são inúmeros. Há cerca de 20 anos, pequenas igrejas nativas passaram a existir nesses países que viviam debaixo de um pesado comunismo.

Atualmente, esse não é mais o sistema de governo desses países, o que veio substituir o antigo comunismo é um nacionalismo polarizador e perigoso, que tenta preencher o vácuo do comunismo com sua paranoia ditatorial. Ou seja, não houve muitas mudanças, principalmente para as minorias religiosas. A perseguição é intensa, mas mesmo assim a igreja está crescendo rapidamente. Você sabe do que mais esses cristãos precisam para manter a igreja viva dentro desse clima de repressão? Eles precisam de proteção, principalmente de Deus, além de oportunidades de emprego, pois a vida econômica deles é bem precária. Eles também precisam de treinamento para seus líderes, de forma que estejam preparados para enfrentar a perseguição. Juntos, nós podemos estender as mãos para eles e ajudá-los de várias maneiras, principalmente, orando e intercedendo para que sejam fortes e destemidos na pregação do evangelho. Lembre-se sempre deles em suas orações.

Doe uma Bíblia à um cristão perseguido da Ásia Central
O projeto envolve tradutores e editores que preparam impressos, e-books e livros em diferentes idiomas presentes na Ásia Central. A distribuição é feita com bastante cautela já que a legislação desses países asiáticos é muito rigorosa. Só em 2014, a Portas Abertas distribuiu mais de 3 milhões de Bíblias e livros para a Igreja Perseguida. Se você também quer abençoar um cristão perseguido com uma Bíblia,
clique aqui.

Leia também
Cristãos se reúnem de maneira secreta na Ásia Central
""A fé vem pelo ouvir""
Como impedir uma criança de louvar a Deus?


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE