Pastor sequestrado e sete reféns continuam em cativeiro

Anúncio de libertação foi realizado pela mídia local, mas prisioneiros nunca foram soltos

| 24/07/2018 - 00:00

Ore para que o pastor Piere Boéna e os outros sequestrados sejam libertados (Foto representativa)

Ore para que o pastor Piere Boéna e os outros sequestrados sejam libertados (Foto representativa)


O pastor Piere Boéna, de Burkina Faso, e outros sete cristãos supostamente libertados há um mês continuam em cativeiro, de acordo com o filho mais velho do pastor. Em 3 de junho, homens armados sequestraram o pastor, seu filho mais novo e a esposa, dois netos, um membro da igreja e suas duas filhas gêmeas em uma vila de Bilhoré, na província de Soum, perto da fronteira do Mali.

Quatro dias após o sequestro, diversos meios de comunicação e fontes locais respeitadas noticiaram que os oito reféns haviam sido soltos, de acordo com oficiais do governo e a igreja. Os cristãos esperaram a confirmação com imagens da libertação dos reféns, mas elas nunca apareceram. Agora o filho mais velho do pastor sequestrado, Baowend-Som Boéna, confirmou que os reféns ainda não foram reunidos às suas famílias.

Ele falou sobre como o anúncio falso deixou a família confusa. “Eu estava em Ouahigouya quando ouvi a notícia da libertação do meu pai. Então eu viajei para Ouagadougou com objetivo de encontrá-los”, relembrou. Ele se encontrou com o líder da igreja a qual o pai pertence e ele disse não haver dúvidas sobre a libertação dos reféns, que estariam com as famílias após prestar declarações e passarem por avaliações psicológicas.

Com o passar dos dias, a esperança da família de reencontrar os parentes desapareceu. Nove dias depois de comunicarem a soltura, Baowend recebeu uma ligação dos sequestradores. “Ele disse que meu pai e os outros reféns continuavam presos no Mali. Quando pedi para ele passar o telefone para o meu pai, ele disse que os reféns estavam em outro lugar, em um campo próximo à fronteira com Burkina”, contou. (Essa história continua)

Leia também
Missionários sequestrados aparecem em vídeo
Cristãos em Burkina Faso estão em estado de alerta
Cristãos são atacados por conta da instabilidade política no país


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE