Porque a China voltou-se para Cristo

| 29/03/2004 - 00:00

Na China, a fé parecia como a faísca de uma chama que se espalhava por toda parte

Na China, a fé parecia como a faísca de uma chama que se espalhava por toda parte


Efésios 6:12 diz: pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Em 1949, a batalha espiritual na China aumentou. Em 1952 a 1954, o Movimento Patriótico das Três Autonomias foi estabelecido na China. Em 1958, todas as igrejas foram fechadas. Em 1967, começou a Revolução Cultural. A esposa de Mao Zedong, Chiang Ch´ing, fechou as igrejas dos estrangeiros em Xangai. Ela proclamou: Que Deus vá embora! O cristianismo na China irá para o museu de história.

O governo perseguiu todos os missionários estrangeiros. Oficiais comunistas fecharam as portas e atacaram homens e mulheres de Deus. A Igreja na China ficou numa situação desesperadora, e muitas pessoas foram martirizadas por causa de Cristo. Muitos foram para a cadeia. Muitos foram criticados e repreendidos. Muitas pessoas ficaram assustadas e negaram a Jesus. Alguns fugiram para além-mar. Outros traíram seus amigos, irmãos e irmãs.

Assim, a Igreja na China foi totalmente destruída por fora. Mas ao mesmo tempo, o Espírito Santo encheu os cristãos chineses com fé, fazendo-os vagarosamente de baixo para cima. Na verdade, ninguém proclamava o nome de Jesus. Eles não tinham médico, não tinham remédios e nem comida para comer. Ninguém se importava com eles. Também não tinham nenhuma ajuda do governo. Para onde eu vou, e o que posso fazer? perguntavam todos.

Mas as pessoas olharam para Deus. Durante essa época, somente podiam se reunir de duas a cinco pessoas. Elas se reuniam em pequenos grupos e aquele tornava-se o local de culto. Parecia como a faísca de uma chama que se espalhava por toda a parte. Nessa época, Satanás os assustava e fazia todo tipo de coisas para tentar barrá-los, mas o reavivamento cresceu.

Um líder cristão disse, Nesse processo, muitas pessoas carregaram a cruz e foram presas, assim como Jesus carregou a sua. A cruz nos ajudou a confessar nossos pecados. Para carregar nossa  cruz - e temos de carregá-la - temos de andar lado a lado com Jesus. Por causa disso, a presença do Senhor está conosco e nos dá força. Nós temos uma fé desesperada para seguir Jesus Cristo. Isso permite que a luz de Jesus viva dentro de nós.

A urgência

Que o Senhor use você para cooperar com a igreja doméstica da China para que possamos expandir e realizar nossa missão no mundo.

A China se abriu. Nos anos 1940, o país tinha uma equipe de evangelização com a visão de levar o Evangelho para o noroeste e depois para o mundo oriental até Jerusalém. Em 1984 nós já mandamos nossos colegas, algumas dúzias, para o noroeste da China para pregar o Evangelho entre as minorias. E no recente movimento de igrejas domésticas, muitas delas estão mandando missionários ao noroeste do país.

Obedecer a Palavra de Deus é submeter-se a Mateus 28 e levar o Evangelho aos confins da terra. Levar o Evangelho à China, para fora da China e para Jerusalém - até que o número esteja completo, então poderemos ver a Jesus.

Este reino pertence ao Senhor e Ele reinará para sempre. Até esse momento, o Senhor enxugará as nossas lágrimas. Ele nos permitirá ficar perante o trono de Deus e receber Sua glória. O sofrimento que temos deve ser apenas temporário. No futuro veremos a glória eterna.

Quando compreendemos isso, nós nos tornamos nada. Romanos 12:1 é um trecho que encoraja a Igreja da China: Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês.

Em 1995, muitos líderes das igrejas domésticas da China se reuniram. Organizamos uma associação para coordenar e harmonizar as diferentes igrejas no que se refere à necessidade de Bíblias e livros espirituais. Eu espero que Portas Abertas possa nos ajudar a treinar aqueles líderes para que possamos levar adiante o Evangelho.

Nós confiamos no compromisso de Portas Abertas. Que o Senhor abençoe o ministério.
De fora, a porta da China parece fechada, mas nós vemos que as portas estão abertas. No livro de Apocalipse, o Senhor disse à igreja de Filadélfia: Porque, irmãos, vocês amam uns aos outros...eu coloquei diante de vocês uma porta aberta que ninguém pode fechar.

Através dessa porta aberta nós temos de carregar a cruz do Senhor, e pela fé a porta se abre. Ela está sempre aberta, ninguém pode fechar essa porta. Na China é assim, na Coréia do Norte é assim. Que o Senhor os abençoe a todos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE