Portas Abertas auxilia em reconstrução após ataques em Camarões

Sua doação permite a reconstrução de igrejas, casas e clínicas cristãs no país, e também que mulheres recebam aconselhamento pós-trauma

| 23/03/2020 - 15:30

Dois cristãos em frente à igreja que está sendo reconstruída após a anterior ser destruída em ataque

Dois cristãos em frente à igreja que está sendo reconstruída após a anterior ser destruída em ataque


Em Hitawa, uma vila a certa distância de Moskota, em Camarões, foi mais da mesma história. Cristãos são atacados em diversas cidades e vilas por membros de grupos militantes islâmicos, como o Boko Haram. “Os ataques não param. No fim do dia, vamos para as montanhas para dormir e, de manhã, voltamos à vila para trabalhar. É como nós vivemos agora porque nossas casas não são seguras. Às vezes, podemos vê-los nos vigiando das montanhas, possivelmente planejando os próximos ataques. Quando eles atacam, só podemos correr e nos esconder. Muitos cristãos fugiram da vila porque não podem prever quando acontecerá o próximo ataque”, disse Samuel, um ancião de uma igreja. Com essa situação, o governo estabeleceu postos militares próximo a algumas das vilas, mas, na maioria dos casos, isso não detém o Boko Haram, que simplesmente continua a aterrorizar as pessoas.

Apesar disso, graças a seu apoio, a Portas Abertas pode entregar assistência variada para cristãos corajosos no extremo Norte de Camarões. Durante o primeiro trimestre de 2019, foi entregue ajuda emergencial para mais de 250 famílias cristãs afetadas pelos ataques. A ajuda consiste de arroz, milho, peixe, óleo, sal, roupas, sabonetes, baldes e colchões para ajudar a comunidade a reconstruir suas vidas. “Sem mais nem menos, não tínhamos nada para comer e nem para onde ir. Mas agradecemos nossos irmãos e irmãs por nos ajudarem a nos recuperarmos. Isso nos dá esperança para continuarmos”, disse um cristão da vila.

Seu apoio também permite à Portas Abertas caminhar com os cristãos enquanto clínicas e igrejas são reconstruídas. “Por causa das orações e da graça de Deus, recebemos muito apoio necessário para começar a reconstruir”, disse um colaborador de uma clínica em Toufou. No local é oferecido um clínico geral e programas de reabilitação. “Agradecemos aos irmãos e irmãs que nos ajudaram a colocar a clínica para funcionar novamente. Suas doações são muito necessárias enquanto reconstruimos. Que Deus possa os abençoar abundantemente”, disse Samuel, que comanda o centro de saúde.

As igrejas também recebem apoio ao começar a reconstrução. Em Hitawa, a Portas Abertas ajudou a reconstruir uma nova igreja próxima ao local das ruínas da anterior, um sinal de que nada é permanente, mas também de que a presença do Boko Haram não impede a fé dos cristãos. Eles continuam com os cultos, apesar de perderem o pastor e grande parte dos membros estar desabrigada. Nesses locais, anciãos têm assumido a responsabilidade de conduzir os cultos.


Ofereça assistência para sobreviventes de traumas
As mulheres na África Subsaariana experimentam a vulnerabilidade na prática. Além de não possuírem os mesmos privilégios que os homens, frequentes ataques de grupos militantes islâmicos, como Boko Haram e pastores de cabra fulani, as tornam ainda mais vulneráveis. Elas estão sujeitas a sequestros e também podem perder maridos e filhos, que geralmente são os provedores do lar. Quando isso acontece, precisam conseguir emprego em um cenário que não é favorável. Você pode ajudar! Sua doação permite que uma mulher sobrevivente receba assistência imediata durante um mês.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE