Rússia quer voltar a ser uma potência mundial

| 31/07/2015 - 00:00


Em junho, a Rádio Free Europe informou que os legisladores russos do partido Rússia Unida, de Putin, começaram a investigar a legalidade de uma decisão tomada pelo Conselho de Estado da União Soviética, em 1991, sobre a concessão de três países bálticos, que ficaram independetes da antiga União Soviética. A suspeita é de que a Crimeia foi entregue ilegalmente à Ucrânia em 1954.

Rolf, analista da Portas Abertas, comenta: ""A ideologia de restaurar a Rússia à sua antiga grandeza como uma potência mundial afeta as igrejas da ex-URSS. A maioria dos cristãos, da Ásia Central, norte do Cáucaso e do Azerbaijão são russos étnicos. E a maior igreja deles é da Igreja Ortodoxa Russa, que já deu o seu apoio a Moscou. Os regimes que resistem à pressão da Rússia são considerados “crentes russos espiões” e podem sofrer todas as consequências possíveis"".

Um dos países que mais enfrenta a perseguição religiosa é o Azerbaijão. O país é o 46º na Classificação da Perseguição Religiosa 2015 e entrou para a lista pela primeira vez. A Constituição do país garante o direito à liberdade de consciência e de religião, mas todas as comunidades religiosas são obrigadas a se registrar. Nos últimos anos, uma série de alterações foi aprovada na Constituição; duas alterações limitam a propagação religiosa. Além disso, o Parlamento aprovou uma emenda de lei sobre a Liberdade de Religião, o que resultou em restrições adicionais para o sistema de registro de grupos religiosos. Saiba mais sobre as condições dos cristãos nesse país.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE