Soldado se converte na Ásia Central

Após a demissão, ele enfrentou perseguição do exército e da família

Em janeiro, Adil*, um jovem soldado de 20 anos, aceitou Jesus durante a reunião de uma igreja doméstica na Ásia Central. Durante o sermão, ele sentiu no coração um forte arrependimento dos pecados e desejo de entregar a vida a Cristo. Os membros da igreja estavam preocupados com a unidade militar do cristão, porque eles são muito ativos e estão localizados em uma região onde é quase impossível ser cristão.

No exército do país é possível comprar uma demissão. Por isso, a igreja que Adil frequenta decidiu pagar pela saída dele. Há duas semanas, ele finalmente deixou o exército. Mas os soldados descobriram que ele se tornou um cristão e foi agredido por ex-colegas.

Agora, a orelha dele está ferida, e eles levaram todo o dinheiro que ele tinha. Além da perseguição dos soldados, a madrasta e os irmãos de Adil o rejeitaram e expulsaram de casa. 

Os irmãos e irmãs da igreja se reuniram e decidiram ajudar Adil e hospedá-lo na comunidade. Por um tempo, a igreja, com o apoio dos parceiros da Portas Abertas na Ásia Central, fornecerá moradia, comida e os ajudará nas despesas. O cristão também será apoiado para estudar e trabalhar, ele também compartilhou o desejo de servir na igreja. 

* Nome alterado por segurança.

Pedidos de oração