Terremoto atinge região hostil aos cristãos no México

O território já enfrenta tanto a pobreza como a COVID-19

| 29/07/2020 - 06:00

Cristãos, que vivem na cidade de San Juan Ozolotepec, enfrentam forte perseguição e vulnerabilidade social (foto representativa)

Cristãos, que vivem na cidade de San Juan Ozolotepec, enfrentam forte perseguição e vulnerabilidade social (foto representativa)


Além de enfrentarem a crise resultante da pandemia da COVID-19, os moradores da região sul do México também convivem com as dificuldades causadas por um terremoto de 7,4 pontos na escala Richter que atingiu a área no fim de junho. O epicentro do abalo foi a cidade de Cruceita, situada no estado de Oaxaca.

Um dos municípios mais atingidos foi San Juan Ozolotepec, a 176 quilômetros do ponto central do acontecimento. Muitas famílias que vivem no local perderam os lares e agora estão deslocadas em busca de segurança. A situação foi agravada porque já existe um alto índice de pobreza e marginalização na região. Segundo líderes locais, a população de origem indígena não é assistida pelo governo.

Além da vulnerabilidade social, a intolerância religiosa também é forte na região. Alguns líderes cristãos classificam San Juan Ozolotepec como um dos lugares mais hostis para os cristãos exercerem a fé. Desde 2016, a Portas Abertas prepara cristãos locais para se manterem firmes apesar da perseguição.

Um dos treinadores é o pastor Leopoldo Alonso da Silva. Ele já esteve no Brasil em 2017 para testemunhar os desafios que viveu em 2013. O líder cristão enfrentou na pele a perseguição, quando foi expulso de San Juan Ozolotepec por pregar o evangelho.

Hoje, ele vive em Viguera, mas tem na memória as tristes lembranças da destruição da igreja que pastoreava, das agressões que sofreu de uma multidão furiosa, da prisão e exclusão da cidade. Porém, ele também sente compaixão ao ver a destruição em torno do território.

Pedidos de oração

  • Interceda para que os habitantes de San Juan Ozolotepec se rendam a Cristo, neste momento de vulnerabilidade, e tenham as vidas mudadas por ele.
  • Ore para que os cristãos indígenas sejam fontes do amor e da provisão de Deus para todos os vizinhos. Que a atitude deles testemunhe a Jesus, principalmente aos perseguidores.
  • Clame para que o governo mexicano tenha sabedoria e interesse em promover o bem-estar das cidades atingidas pelo terremoto.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE