Um negócio para o Reino de Deus

Victor conta sobre a experiência na cadeia e de como usa a loja para falar de Cristo

| 01/12/2019 - 06:00

Victor pastoreia pessoas e vende alimentos para animais em loja na Ásia Central

Victor pastoreia pessoas e vende alimentos para animais em loja na Ásia Central


Victor é um homem que vive na Ásia Central. Ele sempre teve problemas com a lei e com a heroína. Fugiu da polícia na Ucrânia e se envolveu com o tráfico de drogas por onde passava. A Portas Abertas contou como ele teve um encontro com Cristo dentro de uma prisão. Depois dessa decisão, o irmão tinha certeza de que iria para o céu. “Uma alegria pura entrou em meu coração e os outros não entendiam o motivo. Na cadeia, eu conheci a Cristo”, relembra. Nessa época, duas coisas aconteceram: Victor teve uma doença muito grave e foi sentenciado a seis anos de prisão. O médico também o desenganou, mas nenhum dos vereditos abalou a fé do jovem: “Eu não fiquei assustado porque sabia que iria para o céu”.

Mesmo preso, o jovem cristão começou uma igreja. Havia um irmão que tocava alguns instrumentos, eles se reuniam em pequenos grupos e Victor era responsável pelas pregações. Sabendo do grupo de oração, um administrador da prisão ofereceu o microfone externo para que os sermões pudessem alcançar mais pessoas. No início, ele recusou pensando no frio que passaria durante o inverno, mas a resposta não foi aceita pelo diretor: “Não importa o frio. Você tem que pregar sobre Jesus Cristo”. Nesse período, Victor se aproximou da família. Ao cumprir a pena, foi estudar em um seminário bíblico e passou a trabalhar com usuários de drogas, em um centro de reabilitação.

Hoje, Victor é proprietário de uma loja de alimentos para animais. Ele começou o negócio por conta própria, mas com o microcrédito fornecido pela Portas Abertas, o estabelecimento tem crescido. O local também serve para receber as pessoas que querem saber mais sobre Jesus. “Quando as pessoas vêm por causa dos livros cristãos, nós fechamos o portão e colocamos o carro na frente dele. Assim, os vizinhos não conseguem ver o que estamos fazendo. Então não há motivos para batidas policiais. Nossa única atividade visível é a venda de comida de animais”, revela.

Na cidade, Victor é pastor de uma igreja, mas na vila ele pastoreia 10 pessoas com muito cuidado, porque não tem registro para ser uma instituição. O líder e outros cristãos costumam evangelizar e se reunir nas casas para falar sobre vida eterna e como ir até Cristo. “O evangelismo não é feito nas ruas, mas nós respondemos perguntas. Uma senhora questionou sobre batismo. Então nós sugerimos ir à casa dela para tomar um chá e conversarmos mais”, revela.

Pedidos de oração

  • Ore para que o testemunho do irmão Victor seja eficaz, para que atraia muitas outras pessoas até Cristo.
  • Peça que Deus proteja o líder cristão e as igrejas que ele cuida. Que eles tenham sabedoria para agir e coragem para continuar propagando o evangelho.
  • Interceda para que tenham criatividade na abordagem das pessoas durante os evangelismos e palavras certas para responder às perguntas dos interessados.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE