DIP 2022: Nigéria e Oeste Africano

Socorro para cristãos atingidos pela violência

A parceria com igrejas locais na região permite que a Portas Abertas responda rapidamente às emergências. Além disso, suprimos as necessidades básicas e ajudamos na restauração de comunidades cristãs. Sua doação de R$ 99,95 oferece socorro a cristãos na Nigéria e Oeste Africano atingidos pela violência.

A perseguição na Nigéria e Oeste Africano

Entre os continentes pesquisados na Lista Mundial da Perseguição 2021, a África é o lugar onde mais seguidores de Jesus são mortos, totalizando 91% das mortes do mundo todo. Com esses números é possível perceber que a igreja no Oeste Africano está sob ataque, tendo sua existência ameaçada.

Os cristãos que vivem na região enfrentam diversos desafios por causa da fé em Cristo, como discriminação por parte do governo ou marginalização social em suas próprias comunidades. Além disso, a violência direcionada e contínua resulta em cristãos mortos, feridos física e mentalmente, ataques a casas e lojas de cristãos, sequestros, violência sexual, casamentos forçados, prisões sem julgamento e ataques a igrejas. Muitas vezes, por conta disso, aldeias cristãs inteiras precisam fugir procurando um local onde possam sobreviver.

Os altos níveis de violência são principalmente devido à agenda de expansão islâmica. Com isso, mais de 2,6 mil cristãos foram mortos na região, sendo mais da metade deles apenas na Nigéria. Além disso, mais de 7,5 mil sofreram ferimentos físicos e mentais, mais de 2,2 mil casas e outras propriedades de cristãos foram destruídas; mais de 1,7 mil lojas de cristãos foram atacadas; pelo menos 729 cristãos foram sequestrados; mais de 2 mil mulheres cristãs enfrentaram violência sexual e aproximadamente 300 foram forçadas a se casar. Quanto às igrejas, mais de 3,4 mil foram atacadas.

ConheçaMarcus Abana

Marcus Abana é pastor em uma cidade no estado de Adamawa, no Nordeste da Nigéria. Sua comunidade sofreu ataques devastadores pelo Boko Haram em que igrejas foram queimadas, vilas saqueadas e homens e mulheres mortos.

O pastor presenciou os efeitos traumáticos dos ataques na comunidade cristã e foi preciso renovar sua esperança para reconstruir o local. Mesmo assim, ele afirma que caso encontrasse um membro do grupo extremista ele diria: “Tudo o que vocês têm feito é matar pessoas, saquear propriedades, destruir casas e queimar igrejas, mas Deus está disposto a perdoar todos os seus pecados. Essa é a boa notícia que eu tenho para você hoje”.

Quanto às dificuldades enfrentadas, ele explica: “A perseguição continuará vindo. Ela não começou conosco, aconteceu no passado e continuará ocorrendo. Em qualquer lugar em que houver perseguição, o evangelho será cada vez mais difundido. Como nosso mestre Jesus sofreu ao passar por aqui, nós também, seus seguidores, enfrentaremos dificuldades, mas ao final seremos vitoriosos”.

Ao doar para qualquer projeto, você se torna um parceiro e recebe de presente a assinatura da Revista Portas Abertas, com validade de um ano.??

Caso o valor arrecadado ultrapasse o orçamento do projeto, as doações serão utilizadas em outras necessidades do campo.??

R$
INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE