Doe um brinquedo ou uma cesta para crianças neste Natal

Está chegando o Natal, data tão especial que marca o nascimento de Jesus Cristo. Esta é uma oportunidade para expressarmos o amor de Deus em atos e verdade às crianças carentes no Timor Leste. Você pode ajudar doando um presente e colocando comida na mesa das famílias carentes, trazendo alegria no final de ano e atendendo a necessidades básicas destas famílias ao fazer uma doação para a ONG AME.

A Associação Missão Esperança (AME) é uma ONG que atua no Timor Leste e no Sudeste da Ásia de forma integral, nas áreas de educação, saúde, profissionalização e assistência emocional e espiritual. Seu objetivo é ajudar a aliviar o sofrimento de pessoas provenientes de contexto violento como pós-guerra, perseguição e desastres naturais.

Para adotar uma criança doando um brinquedo, deposite R$ 20,51
Para adotar uma família carente com cesta básica, deposite a quantia de R$ 40,51

O dinheiro deve ser depositado na seguinte conta:

Banco do Brasil
Agência 1818-X
Conta-corrente 11.560-6 (51 centavos para identificação do destino do depósito).

Para receber o recibo, envie o comprovante do depósito:
Rua Angelo de Lúcia, 196
CEP 04756-125 - São Paulo - SP
Telefone para contato: (11) 5643.9685
Para mais informações, escreva para email: amebrasil@terra.com.br

Timor Leste

Localizado na parte oriental da ilha de Timor, no extremo sudeste da Ásia, o Timor Leste é um dos países mais jovens e pobres do planeta.

Lá fala-se indonésio e português.
Ex-colônia portuguesa, se tornou independente da Indonésia em 2002, após 25 anos de ocupação que reprimiu a oposição política e deixou mais de 100 mil mortos e acabou destruindo a infra-estrutura econômica do país.

A jovem democracia tem 924.642 habitantes, dos quais 44% têm menos de 15 anos de idade e, entre os mais velhos que isso, quase metade é analfabeta ( o que impede o conhecimento da Palavra de Deus), segundo dados do governo timorense. 

No país, onde a expectativa de vida é de 57 anos (55,6 anos para os homens e 59, para as mulheres), 76% da população vive nas zonas rurais e 41% sobrevive com meio dólar ao dia.

Em situações como essa a pregação do evangelho torna-se ainda mais difícil, uma vez que as pessoas não têm escolaridade e são carentes de gêneros de primeira necessidade.