E lá se vai mais um Ramadã

| 12/10/2007 - 00:00


Amanhã, 13 de outubro, encerra-se o Ramadã. Foram poucos os incidentes, que chegaram até nós, de intolerância religiosa inspirada por esse mês sagrado.

Nos 30 dias que se passaram, aprendemos que o Ramadã não é um mês de violência, mas sim de festas e de reflexão espiritual, sendo que, se há incidentes de ataques contra não-muçulmanos, esses são praticados por alguns poucos extremistas, e não pela comunidade islâmica.

Vimos, acima de tudo, que nosso envolvimento como cristãos deve se dar por meio da oração: oração por nossos irmãos que vivem em comunidades islâmicas, oração pelos muçulmanos que querem um conhecimento mais profundo de Deus, oração pelo fortalecimento dos recém-convertidos.

O Ramadã termina, mas esse nosso envolvimento não. Os incidentes de violência que se deram durante esse mês vão acontecer também nos próximos meses. Interceder pela segurança da Igreja é fundamental.

Entretanto, segundo as misericórdias de Deus, os testemunhos de muçulmanos que se achegam a Cristo também irão continuar. Esses novos irmãos precisam de todo o apoio para que não cedam em meio às dificuldades de seguir Jesus e levar sua cruz.

Por isso, vamos reafirmar nosso compromisso de orar pelos cristãos que vivem entre os muçulmanos. Os motivos de oração você encontrará nas notícias desse site, nos jornais que lê, nos noticiários aos quais assiste. Talvez você os encontre até nas ruas de sua cidade, ao cruzar com uma muçulmana que sai com seu véu às compras.

Lembre-se deles em sua oração matinal, no breve agradecimento antes do almoço, na hora de se deitar. Lembre-se: o Ramadã termina, mas nosso compromisso não.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE