O que você fez por Jesus este ano?

É hora de fazer um balanço do ano que está para terminar e estabelecer metas para o novo ano que se inicia. Certamente, no decorrer destes 365 dias de 2007, você em algum momento foi injustiçado, mal compreendido, passado para trás, insultado... Mas o mais importante de tudo isso é: qual foi a sua reação?

Se de fato somos cristãos, não podemos esquecer de avaliar o quanto do nosso caráter já consegue espelhar a presença de Jesus, ou seja, o amor ao próximo, tendo sempre em mente que "o amor é o cumprimento da lei" (Romanos 13:8).

O Salmo 51:17 diz: "Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado, um coração quebrantado e contrito".

Prós e contras

Observemos as situações cotidianas. Quantos sacrifícios racionais foram feitos por amor ao Senhor? Quantas vezes conseguimos aplicar as "brasas vivas" descritas em Romanos 12:20 devolvendo o bem para aqueles que nos fizeram mal?

Em quantas ocasiões tivemos vontade de nos vingar, mas oramos e abençoamos aqueles que nos perseguiram, seja no trabalho, na família, na igreja ou na vizinhança?

Quantas vezes conseguimos bloquear aquele pensamento negativo ou aquela palavra torpe em nome do bom testemunho e da santificação?

Quanto disponibilizamos do nosso tempo e da nossa renda para a prática da hospitalidade e do socorro aos oprimidos?

Em quantas ocasiões sorrimos verdadeiramente porque amamos as pessoas e não apenas para sermos simpáticos e aparentarmos que estava tudo bem?

Avalie se você já consegue suportar as fraquezas do fraco. Será que conseguimos aceitar os outros com seus defeitos e virtudes assim como Cristo nos aceitou e nos orientou a fazer?

Seja pequeno para o mundo

Viver em Cristo significa servir a Deus e não mais aos homens e nem a si próprio. Isso significa deixar o orgulho de lado. Ser pequeno para o mundo e grande aos olhos de Deus.

A caminhada com Jesus requer uma avaliação constante de nossas ações, reações e atitudes. Implica também no avaliar se as nossas motivações são para ele ou se estamos usando o nome dele para satisfazer a nossa vontade.

Esse é certamente o tipo de reflexão que o Senhor espera de nós. Não apenas hoje como também durante todos os dias do ano.

No site e na revista Portas Abertas você pode encontrar testemunhos de irmãos que diante da perseguição, têm resistido até o sangue, têm conseguido perdoar seus opressores e têm entregue suas vidas ao Senhor.

Siga estes exemplos. Rompa com as barreiras de suas próprias emoções, reflita, perdoe, peça perdão, examine-se à luz da Palavra de Deus. Desfrute da liberdade religiosa que temos no Brasil.

Gaste seu tempo em oração, jejum e leitura da palavra de Deus. Isso é ser luz do mundo e sal da terra. Isso sim é ser um verdadeiro cristão. 

 Tsuli Narimatsu
jornalista da Portas Abertas