Liberdade religiosa: uma bandeira ausente no cenário mundial

| 12/02/2010 - 00:00


A imprensa nacional tem dado grande destaque ao interesse do Brasil, via Itamaraty, em assumir um papel de protagonista no Oriente Médio, mediando negociações de paz entre Israel e Palestina e interferindo nas negociações nucleares com o Irã.

O tema tem gerado muita controvérsia e não faltam opiniões favoráveis e contrárias às pretensões diplomáticas brasileiras.

Sem desprezar a importância do desarmamento nuclear para a humanidade, é interessante imaginar que esforços semelhantes poderiam ser feitos pelos governos dos países chamados “democráticos” junto aos governantes de países em que a liberdade religiosa é sistematicamente desrespeitada. Como, aliás, é o caso do Irã – e da Coreia do Norte, Índia, Paquistão e outros que se destacam quando o assunto são as ameaças nucleares e também no quesito perseguição religiosa.

Possivelmente, a maioria dos cristãos brasileiros se sentiria orgulhosa ao ver nossos líderes nacionais chamando a atenção de líderes iranianos e norte-coreanos para a necessidade de que se respeitem os direitos de seus cidadãos, permitindo-lhes professar livremente sua religião; confrontando líderes indianos e paquistaneses para que protejam as minorias religiosas.

Um chamado para a Igreja Livre

Seria realmente um motivo de grande alegria se isso acontecesse. Mas não é aconselhável esperar que isso se torne realidade para que algo seja feito em favor dos irmãos em Cristo que sofrem por causa da fé.  Os cristãos da Igreja Livre são a única voz com que os cristãos perseguidos podem contar.

Cada pessoa que se entende como parte do  Corpo de Cristo é chamada a “chorar com os que choram”, a “levar as cargas uns dos outros”, enfim, a colocar-se ao lado dos que sofrem injustiças e suportam maus tratos por amor a Cristo.

Se cada cristão livre fizesse a sua parte, não seria utópico imaginar que, ao lado das nobres causas do desarmamento nuclear e da paz no Oriente Médio, a Igreja faria tremular também a bandeira da liberdade religiosa para todos.

Cristina Ignacio


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE