“A perseguição está maior do que nunca e pior”