“Não ore para que a perseguição, no Quirguistão, pare”