44 pessoas são presas por ligação com o assassinato de casal cristão

| 12/11/2014 - 00:00


12_Pakistan_0290100001

Pelo menos 44 pessoas foram presas no Paquistão em conexão com o assassinato de um casal cristão que foi agredido até a morte por supostamente profanar o Alcorão. Leia aqui. ""Nós já prendemos 44 pessoas, foi uma questão local incitada pelo mulá de uma mesquita local"", disse Jawad Qamar, chefe da polícia regional de Kot Radha Kishan, província de Punjab, segundo o jornal The Guardian. ""Nenhum grupo religioso particular estava por de trás do ataque.""

Segundo a organização International Christian Concern, as vítimas foram identificadas como Shahzad Masih, de 28 anos e Shama Bibi, de 25. O casal cristão foi atacado por uma multidão de muçulmanos furiosos no dia 3 de novembro, por supostamente queimar uma cópia do livro sagrado islâmico e jogá-la fora.

""O assassinato de Shahzad e Shama destaca mais uma vez o perigo do fanatismo religioso ao qual os cristãos no Paquistão estão expostos. A acusação de blasfêmia pode ser usada para qualquer disputa e muitas vezes pode incitar ações fatais, como foi o caso desse jovem casal”, disse o gerente regional da ICC Todd Daniels em um comunicado.

Leia também
Leis de blasfêmia são principal mecanismo de perseguição no Paquistão


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco