5 cristãos foram atacados por vizinhos na Índia Central

Em uma aldeia remota na Índia, cristãos não são bem aceitos e, apesar dos riscos, se recusam a deixar a comunidade ou negar a fé

Recentemente, cinco cristãos foram espancados, por causa de sua fé em Cristo, pelo povo de sua própria aldeia, na região central da Índia. Em seguida, esses cristãos foram amarrados com cordas; um deles escapou e informou sobre o ataque em outra aldeia. Os demais irmãos permaneceram amarrados a noite inteira.

Quando os cristãos de outras aldeias se queixaram à polícia, os aldeões concordaram em chegar a um entendimento mútuo de que não atacariam mais os cristãos se os mesmos retirassem a queixa. O pedido foi realizado e agora a situação é melhor. Contudo, a oposição no país ainda não está completamente resolvida.

Uma das vítimas disse a um colaborador local da Portas Abertas: “Sempre que saímos para trabalhar, as pessoas da aldeia vêm até nossas casas e roubam nossos pertences. Embora a situação seja um pouco pacífica agora, sabemos que os aldeões ainda não nos aceitam completamente. Nossas vidas estão em risco aqui. Mas nós nunca deixaremos a Cristo e permaneceremos fiéis até a morte".

Há mais colaboradores da Portas Abertas em contato com esses cristãos perseguidos e, regularmente, os encorajam e oram com eles. “Apesar do risco, eles decidiram ficar em sua própria aldeia e continuar a viver normalmente, porém, suas vidas ainda estão correndo perigo. Eles precisam de orações", declarou um dos parceiros.

Envie equipes de resposta rápida aos cristãos perseguidos da Índia

Devido ao aumento da perseguição contra cristãos na Índia, a Portas Abertas tem se envolvido diretamente com a situação no país. Enviamos equipes de resposta rápida formadas por voluntários, que oferecem alimentos, itens de necessidade básica, ajuda na renda e assistência jurídica. Saiba mais sobre o projeto, envolva-se com os cristãos perseguidos e envie equipes para fortalecê-los.

Pedidos de oração