CSW pede investigação sobre violência em comunidade cristã

| 08/10/2014 - 00:00


8_Egito_0430100076.jpg

As incursões ocorreram depois que membros da comunidade cristã protestaram em frente à delegacia de polícia na cidade de Samalout na província de Minya em 16 de setembro, exigindo ação da polícia sobre o sequestro de uma mulher cristã. De acordo com os policiais, alguns dos manifestantes jogaram coquetéis molotov na delegacia de polícia, levando à detenção de mais de 30 manifestantes.

Nas primeiras horas da manhã seguinte, policiais invadiram as casas e propriedades dos cristãos locais, destruíram bens e abusaram fisicamente dos moradores, incluindo uma mulher idosa e crianças, se referindo a ele como infiéis. Eles também amarraram um grupo de homens e detiveram 12 pessoas. A Christian Solidarity Worldwide (CSW) está pedindo ao Ministério do Interior Egípcio para realizar uma investigação urgente e transparente.

A comunidade cristã do Egito experimentou recentemente um aumento em sequestros, intimidação, abuso e mortes, especialmente em Al-Minya, Assiut, Sohag e outras províncias do Alto Egito.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE