CSW pede investigação sobre violência em comunidade cristã

| 08/10/2014 - 00:00


8_Egito_0430100076.jpg

As incursões ocorreram depois que membros da comunidade cristã protestaram em frente à delegacia de polícia na cidade de Samalout na província de Minya em 16 de setembro, exigindo ação da polícia sobre o sequestro de uma mulher cristã. De acordo com os policiais, alguns dos manifestantes jogaram coquetéis molotov na delegacia de polícia, levando à detenção de mais de 30 manifestantes.

Nas primeiras horas da manhã seguinte, policiais invadiram as casas e propriedades dos cristãos locais, destruíram bens e abusaram fisicamente dos moradores, incluindo uma mulher idosa e crianças, se referindo a ele como infiéis. Eles também amarraram um grupo de homens e detiveram 12 pessoas. A Christian Solidarity Worldwide (CSW) está pedindo ao Ministério do Interior Egípcio para realizar uma investigação urgente e transparente.

A comunidade cristã do Egito experimentou recentemente um aumento em sequestros, intimidação, abuso e mortes, especialmente em Al-Minya, Assiut, Sohag e outras províncias do Alto Egito.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco