EUA atingem campo do al-Shabaab na Somália

| 03/05/2016 - 00:00


3-somalia-0100100532.jpg

De acordo com informações de um porta-voz do Pentágono, a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, as forças americanas realizaram ataques aéreos considerados como ""autodefesa"" no sul da Somália, por conta de uma ameaça que as tropas americanas receberam do país africano. De acordo com um relatório da CNN, do final do mês de abril, um campo do al-Shabaab foi atingido, na cidade de Kismayo.

No mês de março, as forças aéreas dos Estados Unidos já haviam realizado outros ataques contra a Somália, matando cerca de 150 combatentes do al-Shabbab, segundo notícias do The Guardian. ""Esse grupo extremista islâmico já cometeu muitas atrocidades nesse país, especialmente contra os cristãos, que é o principal alvo deles. Além disso, ele se espalhou também por Uganda e Quênia. A matança dos 147 estudantes da Universidade de Garissa, em abril de 2015, continua a ser uma das piores maldades que eles já cometeram. A derrota desse grupo seria o maior alívio para os cristãos que continuam a ser perseguidos de todas as formas, tanto na Somália quanto nos países vizinhos"", comenta um dos analistas de perseguição.

A Somália está na 7ª colocação da atual Classificação da Perseguição Religiosa e está numa região muito violenta, onde os cristãos são discriminados e excluídos. O islã é a religião oficial do Estado, o país é governado pela sharia (lei islâmica) e a conversão a qualquer outra religião é considerada ilegal. No caso do cristianismo, a simples suspeita de que um cidadão esteja frequentando reuniões que exaltam o nome de Jesus Cristo, é considerada um crime grave e os suspeitos são mortos assim que descobertos. Estima-se que cerca de 1% da população seja cristã. Em suas orações, lembre-se deles e peça a Deus para que lhes dê força e coragem para que permaneçam firmes na fé.

Leia também
País enfrenta um grande desafio para enfraquecer o al-Shabaab
Líderes políticos se unem para derrotar o Al-Shabbab
Grupos radicais se unem e a violência contra cristãos aumenta


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE