Oração: garantia de sobrevivência

| 27/12/2014 - 00:00


27_NorthKorea_0380008650

Por causa da ajuda que dá aos refugiados e convertidos norte-coreanos, Sun Hi pode ser presa tanto por autoridades da Coreia do Norte como da China. Já os desertores a quem ela ajuda podem ser sentenciados à prisão, enquanto os que se convertem podem ser condenados à morte. Tantos perigos só podem ser enfrentados e vencidos com o poder que vem do alto. Por isso, “ensino aos cristãos norte-coreanos o poder da oração”, afirma Sun Hi.

Tal ensinamento é fundamental, conta, porque muitos refugiados que se convertem decidem voltar à terra natal para compartilhar as boas-novas com seus familiares. Essa viagem de volta é tão perigosa quando a de ida. Um norte-coreano que Sun discipulou escreveu a seguinte oração enquanto retornou à terra natal: “Querido Pai celestial, encha-me de seu poder e sabedoria para que eu possa pregar seu amor às pessoas do meu país e ajudá-las a viver de acordo com a sua Palavra. Ajude-nos a aceitar suas palavras e nos guie em uma vida livre de medo e preocupação”. 

Sun Hi e esse irmão evidenciam a importância da oração na vida diária do seguidor de Jesus, tal como o Mestre propôs na oração do Pai-nosso. “O modelo de oração que ele [Jesus] nos deu trata da vida do dia a dia [...] e suas orações mostram uma comunhão espontânea e sem precedentes com o Pai”, escreve Philip Yancey, autor do livro Oração (Ed. Vida).

Os irmãos norte-coreanos aprendem de forma rápida que a oração não é apenas para momentos de dúvida, tristeza e grande calamidade. É necessária para qualquer ocasião da vida cristã, pois, a despeito de onde o cristão esteja, ele encontrará oposição. É o que Paulo afirma quando escreve: “De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2Timóteo 3.12), e por isso Jesus alerta: “Vigiem e orem para que não caiam em tentação” (Mateus 26.41).

Somos pessoas de oração
Um dos valores centrais da Portas Abertas se refere justamente à oração. Como organização, essa é a primeira contribuição que pedimos aos parceiros. A oração é fundamental para o ministério e cada detalhe do trabalho, cada necessidade de cada irmão, é submetida a Deus por meio da intercessão. Conheça os demais valores centrais da Portas Abertas aqui.

*Nome e fotos alterados por motivo de segurança.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco