BJP abre comitê administrativo em estado de maioria cristã na Índia

Nas últimas eleições, o BJP perdeu o único assento de Mizoram no parlamento e só tem um dos 40 lugares da Assembleia Legislativa do estado

O Bharatiya Janata Party (BJP), que tem a maioria no parlamento e domina a maioria dos governos estaduais na Índia, anunciou no dia 25 de julho a inauguração de um comitê (formado por cinco membros) para administrar uma área do estado de Mizoram, de maioria cristã, no nordeste do país.

De acordo com o site AsiaNews, o presidente do BJP em Mizoram, JV Hluna, disse: “Nós somos acusados de sermos um partido anticristão pela maioria das pessoas, inclusive por todas as igrejas de Mizoram. Para construir um relacionamento com todas as igrejas e mostrar para elas que somos amigos dos cristãos, de organizações cristãs, essa célula missionária está sendo estabelecida. Queremos mostrar para as pessoas que somos um partido secular, que acredita na Constituição da Índia”. Como parte da iniciativa, o governo prometeu financiar peregrinações de cristãos ao exterior, que “a mais alta cruz será construída em Mizoram” e um telefone de ajuda 24 horas.

Entre a meia dúzia de pequenos estados que compõem o extremo nordeste da Índia, Mizoram é o único cuja assembleia não é governada totalmente ou em coalizão com o BJP. O partido nacionalista hindu ganhou apenas um dos 40 assentos na Assembleia Estadual nas eleições do ano passado. O estado é 87% cristão, sendo um dos três estados de maioria cristã em um país que é predominantemente hindu.

Cristãos veem segundas intenções do BJP

Um porta-voz da igreja católica na Índia, Felix Anthony, disse: “Os sinais estão aí para que todos vejam. O partido sofreu uma derrota significativa nas últimas eleições. Isso é uma clara estratégia para remover o rótulo anticristão do partido”.

Em uma reunião realizada em 26 de julho, representantes de igrejas evangélicas na Índia, como Presbiteriana, Luterana, Batista, Igreja do Norte da Índia e Igreja do Nordeste da Índia, além de outros grupos cristãos, responderam ceticamente ao anúncio do BJP. Eles disseram que a linha telefônica de ajuda 24 horas, por exemplo, seria usada pelo BJP para colher informações sobre indivíduos cristãos. “Se eles estão falando sério, então que inibam a perseguição aos cristãos nos estados governados pelo BJP, disse Sajan George, líder do Conselho Global de Cristãos Indianos, como informa o site UCANews.

No mesmo dia em que Hluna anunciou a iniciativa do BJP em Mizoram, um membro da Assembleia Legislativa do estado de Rajasthan acusou missionários de administrar “fábricas de conversão” para atrair hindus pobres ao cristianismo. Ore pela Índia, que ocupa a 10ª posição na Lista Mundial da Perseguição e onde os cristãos enfrentam perseguição por parte do governo e da comunidade.