Brunei adotará a sharia a partir de 3 de abril

Fase mais severa da lei islâmica entrará em vigor no país, que já implementou a primeira fase da lei em 2014

| 28/03/2019 - 06:00

O nome do sultão de Brunei está escrito nesse monumento, com uma oração para que Alá o salve

O nome do sultão de Brunei está escrito nesse monumento, com uma oração para que Alá o salve


A sharia (conjunto de leis islâmicas) deve vigorar em Brunei a partir do dia 3 de abril. Com a nova lei, o judiciário pode executar julgamentos criminais islâmicos, como por exemplo, apedrejar até a morte adúlteros e LGBTs ou amputar os membros de ladrões. A primeira fase da lei sharia foi implementada em Brunei em 2014 e passou a vigorar em 1 de maio daquele ano. Ela cobre ofensas gerais, como desrespeito ao mês do Ramadã e propagação de outras religiões além do islamismo, que são punidas com multas ou prisões.

Depois disso, a implementação da segunda e terceira fases, que preveem punições mais duras para crimes sérios, foi adiada muitas vezes. O governo alegava que ainda não tinha finalizado o Código de Processo Penal (CPC, da sigla em inglês). Como resultado, notícias locais informaram que o sultão de Brunei estava muito descontente e nervoso com o atraso. Assim, no começo de 2018, ele rearranjou seus ministros e nomeou novas pessoas para seu gabinete. O CPC e outros Procedimentos de Operação Padrão foram concluídos e aprovados.

A introdução da lei, em 2014, despertou críticas da mídia internacional ao país e ao sultão. Mas desta vez, a mídia recebeu a informação da implementação da lei somente uma semana antes de ela passar a vigorar. O fundador do grupo de direitos humanos The Brunei Project, Matthew Woolfe, disse à ABC News Australia: “Nos pegou de surpresa o governo ter dado uma data e correr para a implementação da lei. Estamos tentando fazer pressão no governo de Brunei, mas sabemos que há pouco tempo até a lei entrar em vigor”.

Pedidos de oração

  • Ore pelo povo de Brunei, inclusive cristãos, que serão submetidos a essa lei. Peça a Deus que a igreja não se amedronte, mas que seja ousada no poder do Senhor.
  • Interceda pela salvação do sultão de Brunei e para que a lei seja revertida.
  • Clame por sabedoria e força para a Igreja Perseguida de Brunei, país que ocupa a 36ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019.

Leia também
Desafios dos jovens cristãos do Brunei
Lei sharia fica ainda mais severa em Brunei e Maldivas
Como vivem os cristãos em Brunei


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE