Cerca de 8 mil cristãos fugiram da violência de grupos radicais islâmi

| 04/11/2015 - 00:00


04_Indonesia_0430103091

Na Indonésia, um grupo radical islâmico recuou após um tiroteio ocorrido entre eles e os cristãos que se defendiam do ataque, mas eles reafirmaram seu objetivo: ""Nós não vamos parar de caçar os cristãos e deixaremos as igrejas em chamas. Os cristãos são os inimigos de Alá!"", dizia a mensagem que circulava por diversas cidades.

Temendo ainda mais violência, cerca de 8 mil cristãos fugiram de suas casas para uma província de Sumatra do Norte. A maioria foi para as regências de Tapanuli Central e Ocidental Pakpak, enquanto outros buscaram refúgio em outras regências. Eles são protegidos pelas igrejas locais, escolas e escritórios do governo.

""A situação dos fugitivos é bem precária, porque eles vivem em grande escassez e precisam desesperadamente de água potável, alimentos, roupas, alimentação adequada para os bebês, cobertores e medicamentos. Extremistas muçulmanos estão guardando a fronteira com uma ordem para matar todos os cristãos que atravessarem a linha"", disse um colaborador da Portas Abertas.

Numa conferência, o Secretário Geral da Organização de Igrejas na Indonésia, Gomar Gultom, criticou o governo local de Aceh Singkil por permitir que a violência ocorresse: ""O encontro entre a comunidade e os líderes religiosos muçulmanos foi facilitada pelo Estado, como se estivesse endossando que a sociedade civil contra-atacasse, porque eles não tiveram outra opção senão a defesa"", conclui o secretário. Ore por estes cristãos para que tenham forças de seguir em frente.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE