Confrontos na região põem cristãos em risco

| 20/06/2016 - 00:00


17 Mali_2014_0270100156

Durante um confronto no Mali, cinco chadianos membros das forças de paz da ONU, foram mortos e outros três ficaram gravemente feridos durante uma emboscada, na região de Kidal, no Nordeste do país. O ataque ocorreu quando os soldados escoltavam um comboio logístico, que colidiu com um dispositivo explosivo. O comboio foi alvo de tiros por um número indeterminado de militantes. Após o ataque, três suspeitos foram capturados e serão apresentados às autoridades competentes.

Outros ataques semelhantes ocorreram recentemente e o grupo extremista al-Qaeda no Magrebe Islâmico (AQIM) reivindicou a responsabilidade. O grupo tem sido alvo da ONU, que luta para manter suas tropas e seus soldados em ação. O governo maliano tem se mostrado incapaz de recuperar o controle da segurança no país e por isso solicitou o apoio da comunidade internacional.

Caso as tropas de outros países se retirarem do Mali, é possível que uma grande faixa do território seja assumida pelo AQIM, o que pode ser extremamente perigoso para os cristãos da região e também para os muçulmanos que não concordam com o islã radical. O Mali é o 44º país na Classificação da Perseguição Religiosa, onde cerca de 95% da população professa a fé islâmica. Os cristãos se sentem constantemente ameaçados e são tratados com muita hostilidade pela comunidade. Ore por essa nação.

Leia também
Cristãos malianos são atingidos com a quebra dos acordos de paz
Pastor é forçado a mudar de região por causa da perseguição


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE