Contrabandista de Bíblia é preso e compartilha Jesus na cadeia

Policial ouve testemunho de cristão e entrega a vida a Cristo

| 27/12/2019 - 17:30

O contrabando de Bíblias não aconteceu, mas um guarda encontrou Jesus

O contrabando de Bíblias não aconteceu, mas um guarda encontrou Jesus


Ir parar em uma cela após ser pego contrabandeando uma Bíblia pode ser visto como exemplo de fracasso. Mas Deus tem maneiras diferentes de ver e fazer a vontade dele acontecer.  Na noite que John* chegou em um país do Oriente Médio, foi parado por oficiais na fronteira. Um dos homens pediu para que ele abrisse a mala e viu muitas das Bíblias que ele entregaria no território. O cristão foi questionado para quem e onde esses objetos seriam entregues. “Eu disse a ele que eu gostaria de dar pessoalmente os presentes como agradecimentos às pessoas que me receberam no país”, testemunha.

Após muitas horas de interrogatório na delegacia, todas as 50 Bíblias foram confiscadas. As autoridades perceberam que os livros eram muitos para serem apenas de uso pessoal. “Eles pegaram meu telefone, mas eu não tinha informações nele. Depois disso, me colocaram em uma cela sozinho, e então me levaram a outro local com muitos imigrantes”, conta John. Em conversa com o guarda que supervisionava as celas, o contrabandista de Bíblias entendeu que seria colocado de volta no primeiro avião para o país de onde veio. O policial reconheceu algo diferente no preso e eles passaram a conversar mais, até contou que o pai dele estava gravemente doente.

John aproveitou e pediu para orar pelo pai do guarda. A autorização foi dada, então o cristão intercedeu. “Depois disso eu contei meu testemunho e expliquei como Jesus era importante para mim. Do meu bolso eu tirei um pequeno Novo Testamento. No fim daquele livro, tinha um plano da salvação impresso”, explica. O cristão leu tudo para o homem, e ele aceitou a Cristo como salvador dele. “Ele disse que gostaria de ajudar a resolver meu problema. Ele me perguntou se eu estava na cela por causa dos livros. Eu disse sim. Indagou se eu queria os livros de volta e pediu para segui-lo para pegar os livros”, relembra. As literaturas foram devolvidas à mala de John. Então, às 8h, o guarda colocou o cristão no avião de volta. (Essa história continua)

*Nome alterado por segurança

Assine a Revista Portas Abertas

John entendeu como a experiência de contrabandear Bíblias pode ser algo grave. Isso acontece também em países comunistas, como o Vietnã. Lá, os cristãos são monitorados e considerados como traidores não apenas da nação, mas também da comunidade e família. Na Revista Portas Abertas de dezembro você encontra mais histórias de cristãos que enfrentaram todo tipo de violência por amor a Cristo. Ainda fica por dentro dos principais acontecimentos da Igreja Perseguida, além de conferir os eventos que acontecem em todo país. Garanta um exemplar!


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE