Corações gratos neste Dia Nacional do Voluntariado

A Portas Abertas agradece o trabalho dos voluntários em prol da Igreja Perseguida

| 28/08/2021 - 06:00

Mais de 590 cristãos disseram "sim" à Igreja Perseguida e são voluntários da Portas Abertas

Mais de 590 cristãos disseram "sim" à Igreja Perseguida e são voluntários da Portas Abertas


Hoje é celebrado o Dia Nacional do Voluntariado e a Portas Abertas é grata a Deus pelos mais de 590 voluntários espalhados por todo o Brasil. Muitos irmãos e irmãs brasileiros usam os dons e talentos dados por Cristo para servir no Reino de Deus, em prol da Igreja Perseguida. Alguns são correspondentes, outros organizadores de grupos de oração, tradutores, assistentes em serviços de escritório e apoio em diferentes eventos. 

 
A pandemia da COVID-19 não foi capaz de parar o trabalho dos voluntários e voluntárias da Portas Abertas, que usaram a tecnologia para continuar o trabalho de propagar a causa dos nossos irmãos perseguidos e suas necessidades. E, como resultado, mais de 500 mil cristãos perseguidos foram ajudados durante a pandemia com alimentos e produtos de higiene. 

 
Como é ser voluntário na Portas Abertas? 

Existem diversas maneiras de servir nossos irmãos e irmãs perseguidos, sendo a oração o principal pedido deles a todos nós. É possível ser um parceiro da Portas Abertas ao doar para projetos de apoio realizados em mais de 60 países. Mas também é possível ser um voluntário para divulgar as necessidades e pedidos da Igreja Perseguida na igreja e entre amigos.  

Conheça o depoimento de alguns voluntários. 

Tatiana Santos, de Jaboatão dos Guararapes/PE, teve o primeiro contato com a Portas Abertas quando era seminarista e teve a oportunidade de conhecer mais sobre os cristãos perseguidos. Em 2000 ela se tornou voluntária e se sente abençoada por poder abençoar a vida de cristãos perseguidos através de doações, orações e mobilização. "É um mandamento bíblico que devemos lembrar dos que estão encarcerados e sofrem perseguição por amor a Cristo. A Bíblia nos manda amar os que sofrem e orar pelos que nos perseguem. Portanto, envolver-se com a Igreja Perseguida é uma questão de amor e obediência a Deus". 


O voluntário 
Eliezer Almeida, de Curitiba/PR, cresceu nos anos 90 ouvindo os testemunhos e relatos sobre a Igreja Perseguida porque o pai dele também foi parceiro da Portas Abertas. Ele é voluntário da Missão desde 2013 e essa parceria dá a ele a oportunidade de continuar o "IDE", levando apoio espiritual através das orações pelos cristãos perseguidos. "Temos a liberdade de culto que nossos irmãos e irmãs não têm, por isso temos a missão de fortalecê-los". 

 
A irmã Noadia Santos Costa de Oliveira, de Embu das Artes/SP, é voluntária desde 2012 e se envolveu mais com a Igreja Perseguida após um evento. Em maio de 2013, ela foi convidada por uma amiga para participar do aniversário de 35 anos da Portas Abertas no Brasil e se apaixonou ainda mais pela causa. No mesmo ano, se colocou à disposição para o voluntariado e, em 2015, passou a integrar a equipe voluntária de Mulheres do Caminho. “A Portas Abertas é um canal que me aproxima da Igreja Perseguida, permitindo que eu saiba como orar, como contribuir e como encorajar os nossos irmãos que partilham da mesma fé que nós, mas não da mesma liberdade”. 

 
Quer ser um voluntário da Portas Abertas? 

Cristãos que desejam servir a Igreja Perseguida precisam ter mais de 18 anos e ser membro de uma igreja local. Em seguida, devem preencher formulário para se candidatar e conhecer as oportunidades existentes para atuação, de acordo com os dons e talentos pessoais. 


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE