Cristã idosa é abusada sexualmente na República Centro-Africana

Após o ataque, a mulher e o marido decidiram fugir para outra cidade após o ataque

| 07/08/2021 - 06:00

A cristã Mama Agathe e o marido caminharam cerca de 45 km para fugir dos ataques na República Centro-Africana

A cristã Mama Agathe e o marido caminharam cerca de 45 km para fugir dos ataques na República Centro-Africana


Na noite de 4 de julho de 2021, a cristã Mama Agathe, de 61 anos, e o marido e diácono de 67 anos foram atacados em casa na República Centro-Africana. Três homens armados apareceram e agrediram o casal. Um dos homens tinha uma arma e os outros dois tinham facas e facões. “Eles a empurraram para dentro de casa. O que estava com a arma apontou para mim, e o outro com a faca estava me observando de perto enquanto o terceiro abusava sexualmente de minha esposa. No dia seguinte, eles voltaram. Aconteceu diante dos meus próprios olhos, não sei o que fizemos para merecer isso”, testemunha o marido.  

As agressões se tornaram rotina e os cristãos fugiram: “Decidimos ir embora. Não levamos nada, para não chamar a atenção para o fato de que estávamos indo embora”, disse Mama Agathe. O casal tem dois filhos falecidos, um deles foi morto durante represálias por muçulmanos em 2019, e o outro por homens armados a caminho de Bangassou em 2020. Desde então, o casal permanecia na pequena cabana, trabalhando na agricultura para sobreviver. 

No dia 12 de julho, sem dinheiro e apenas com as roupas do corpo, o casal decidiu fazer uma caminhada de 45 quilômetros até a cidade mais próxima, onde esperavam encontrar segurança. Então, em algum lugar ao longo do caminho, uma ambulância passou por eles e os levou para a cidade. A igreja local nessa nova cidade acolheu Mama Agathe e o marido e lhes deu alojamento, alguns alimentos, remédios e uma fazenda para cultivar. 

“A violência sexual na República Centro-Africana é uma arma de guerra conhecida, frequentemente usada por rebeldes, muitas vezes incluindo muçulmanos radicais. Esses atos são cometidos contra cristãs, muitas vezes na presença dos maridos, pais ou outros membros da família com o único objetivo de traumatizá-los e subjugá-los”, explica um parceiro da Portas Abertas na África Ocidental. 

Pedidos de oração 

  • Apresente em oração a vida de Mama Agathe e do marido dela na República Centro-Africana. Peça pela recuperação física, psicológica e emocional do casal.  
  • Ore para que o Senhor alcance outras pessoas por meio do testemunho do casal cristão.  
  • Interceda pela vida dos agressores radicais, para que o amor de Cristo mude a vida deles por inteiro e passem a seguir a Jesus.  

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE