Cristão inaugura restaurante e ajuda no repovoamento da Síria

Conheça a história de Joseph Hakimeh e saiba como ele foi ajudado através de projetos de geração de renda

Mesmo após 10 anos, a Síria continua enfrentando os impactos da guerra. Todos os habitantes tiveram que fugir de Irbin, um subúrbio de Damasco, em julho de 2012, quando a milícia assumiu o controle da área. Joseph Hakimeh, um homem cristão, fugiu para Damasco.

Desde que a área ficou sob controle do governo, em 2018, gradualmente, as pessoas voltaram e o cristão, agora com 42 anos, abriu recentemente o primeiro restaurante em Irbin. Um dos cinco projetos de geração de renda que começaram na área com apoio da Portas Abertas.

No ataque de 2012, ele foi deslocado de sua casa em Irbin. "Esse período foi muito difícil, não sabíamos o que fazer ou para onde ir. Tenho uma família para cuidar. Estudei infraestrutura elétrica, mas não consegui encontrar um bom emprego. Passamos por tempos difíceis", compartilha o cristão.

"A primeira vez que voltei para Irbin, o pensamento veio à minha mente que eu deveria abrir um restaurante aqui. Conversei com Danial, um líder cristão, sobre isso e ele me apresentou um dos projetos de geração de renda da Portas Abertas. No início de 2021, o restaurante estava pronto para ser aberto", explica Hakimeh.

Muitos cristãos que foram deslocados de áreas que eram controladas pelos rebeldes não se sentem confortáveis em voltar para lá ou não podem porque perderam as casas. Por isso, o Al Yousef Café e Restaurante é o primeiro e único café e restaurante na cidade.

"É um lugar para os jovens se reunirem, jogarem, assistirem futebol e para as famílias jantarem juntos. Nosso espaço também é usado para conferências, já tivemos um médico fazendo uma conferência educativa para mulheres. É o único salão espaçoso da cidade", diz o cristão. (Essa história continua)