Cristãos antes perseguidos agora compartilham água

Cristãos guineenses se vêm esperançosos com a possibilidade de maior aproximação e amizade com os outros moradores

| 21/02/2018 - 00:00

A comunidade cristã aproveita a água do poço, esperançosa por tempos com menos perseguição

A comunidade cristã aproveita a água do poço, esperançosa por tempos com menos perseguição


Os anciãos da aldeia e os chefes de família reagiram positivamente ao novo poço de água construído pela Portas Abertas, embora parceiros locais já abastecessem a pequena igreja na vila de Bélékpala, no extremo sul da Guiné (África Ocidental), perto da fronteira da Libéria. Era a primeira vez que a pequena igreja de Pierre poderia compartilhar recursos com os aldeões que até então se opunham fortemente ao “espírito cristão”. É um final feliz para uma longa e difícil luta.

Quinze anos atrás, Simon Pierre, que agora tem seus setenta anos, decidiu seguir a Jesus. Na pequena comunidade predominantemente animista de Bélékpala, ele não era mais bem-vindo. Humilhado, insultado, odiado, marginalizado e até ameaçado de morte várias vezes, Pierre resistiu à perseguição. Algumas pessoas foram tocadas por sua vida e mensagem e decidiram se juntar à sua fé.

Deus preservou a vida do cristão, e seu pequeno grupo de cristãos se transformou em uma pequena igreja. Os membros juntaram dinheiro e construíram um pequeno templo. As mulheres cristãs eram humilhadas nos dois poços da aldeia quando iam tirar água. Além disso, ninguém foi autorizado a vender arroz a nenhum dos cristãos, mesmo quando eles estavam em grande necessidade. A morte de um cristão foi uma razão para alguns aldeões celebrarem.

Poço da igreja foi inaugurado em janeiro

Durante uma visita em novembro do ano passado, a Portas Abertas decidiu ajudar essa pequena igreja trazendo algo que não só ajudaria os cristãos, mas também seus companheiros de aldeia. Assim, construíram uma ponte de amizade: um poço de água. Em 24 de janeiro, o poço foi oficialmente entregue à igreja. Pouco antes, a Portas Abertas também distribuiu à comunidade 500kg de arroz.

Os líderes tradicionais locais e os chefes de família ficaram surpresos ao serem convidados para as festividades de inauguração do poço. Naquele dia, para a surpresa de todos, os líderes tradicionais prometeram parar seus rituais e outras atividades espirituais contra os cristãos e respeitá-los. E, para respaldar a promessa deles, deram-lhes uma pequena área perto da igreja para que os cristãos cultivem. Os aldeões também desfrutam do poço que os parceiros da Portas Abertas ajudaram a construir para a igreja. Por ser muito profundo, a qualidade da água é melhor que a dos outros dois poços da aldeia.

Pedidos de oração

  • Agradeça ao Senhor por esta oportunidade de poder fornecer recursos através dos nossos fiéis parceiros.
  • Ore para que este poço, associado à pequena igreja local, seja o início de uma nova era em Bélékpala.
  • Peça que os cristãos tenham mais oportunidades de testemunhar o amor de Deus a seus vizinhos.

Envolva-se com a Igreja Perseguida da África
Você pode levar melhores condições aos cristãos perseguidos da África. Saiba como se envolver em um de nossos projetos clicando aqui.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE