Cristãos egípcios são negligenciados pelo governo

| 09/06/2017 - 00:00


29-egito-levando-comida-e-amor-para-vizinhanca.jpg

Dois dias antes do ataque a um ônibus e uma caminhonete que transportavam cristãos coptas para um mosteiro, ocasião em que houve dezenas de mortos, a embaixada dos Estados Unidos, no Cairo, havia alertado para um possível ataque terrorista. Agora, os cidadãos se questionam: ""Onde está o nosso governo?"". Entre as principais queixas, está a ausência de medidas de segurança.

""Como pode, nossas forças de segurança serem tão lentas para responder a uma emergência, após o aviso da embaixada dos Estados Unidos? Não houve nenhuma intervenção"", protesta o líder cristão Bernaba Fawzy. Ele lidera uma igreja que fica na aldeia de Nazlet Hanna, que fica a 180 km ao sul do Cairo.?""Isso é muito vergonhoso. Deveria haver proteção para todos na terra do Egito"", ele disse ainda.

O Egito ocupa o 21º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição, onde a igreja é atacada constantemente. O nível de violência dos extremistas tem chamado a atenção da comunidade internacional. Embora o atual presidente tenha se mostrado disposto a lutar contra o extremismo islâmico, isto não significa que a liberdade de religião seja garantida no país. Enquanto isso, oremos pelos nossos irmãos egípcios para que permaneçam firmes em na fé.

Leia também
Ataque contra cristãos deixa pelo menos 23 mortos


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE