Cristãos ex-muçulmanos são forçados a renunciar à fé

Famílias cristãs foram confinadas e obrigadas a renunciar a Jesus em Bangladesh

Dez famílias cristãs ex-muçulmanas foram recentemente confinadas em uma mesquita em Bangladesh e forçadas a renunciar a Jesus. O incidente aconteceu em 19 de maio de 2021, na parte norte do país. No dia anterior, essas famílias, compostas por 23 membros, haviam participado de um programa de ação de graças em uma igreja local, onde estavam adorando e estudando a Bíblia. 

As ações foram vistas por um grupo de líderes religiosos de Daca, que tem monitorado regularmente as igrejas locais. Como resultado, os líderes muçulmanos imediatamente convocaram uma reunião para um plano de ação. Eles invadiram as casas das famílias naquela noite. Palavras cruéis foram lançadas contra eles, dizendo: “Por que vocês se tornaram cristãos? Vocês devem ir para o inferno e ser destruídos”.

No dia seguinte, os mesmos líderes convidaram os cristãos para a mesquita sob uma falsa pretensão de que eles queriam ter uma conversa. No entanto, quando as famílias chegaram à mesquita, elas foram confinadas e repetidamente pressionadas para renunciar a Jesus. Um pastor local, ao ouvir isso, imediatamente correu para a mesquita. No entanto, ele não foi autorizado a ver os demais.

“Os muçulmanos intencionalmente construíram uma mesquita nas proximidades da igreja para impedir os seguidores de Jesus de irem aos cultos. Eles querem destruir nossa igreja. Agora eles estão parando e impedindo as famílias cristãs de praticar a fé”, compartilhou o pastor. (Essa notícia continua).