Cristãos não participam de reunião nacionalista hindu

| 16/03/2016 - 00:00


16-india-0360100219

De acordo com notícias da UCA News, do dia 15 de fevereiro, mais de 200 líderes cristãos de várias denominações reuniram-se em Nova Deli, capital da Índia, para discutir sobre as propostas do movimento nacionalista radical hindu e, assim, iniciar também um fórum separado para os cristãos. O movimento radical conhecido como Rashtriya Swayamsevak Sangh (RSS), é acusado de tentar impor o hinduísmo como religião oficial da Índia. Segundo os participantes, a agenda deles não era conhecida e chegaram a propor o fim do cristianismo no país.

A decisão tomada pelos líderes cristãos tem como objetivo rejeitar as propostas do RSS. Segundo John Dayal, porta-voz do Fórum Christian United, que organizou a reunião, houve um consenso geral de que nenhum deles se envolvesse nas conversas da entidade, que deixou claro a exclusão das minorias religiosas. ""Nós queremos um discurso mais amplo sobre o fortalecimento da democracia secular e constitucional na Índia"", disse John.

""O RSS é responsável por muitos ataques contra cristãos e muçulmanos em toda a Índia. Os cristãos indianos, obviamente, sentiram a impossibilidade de manter um trabalho em conjunto e, como são desconfiados, devem estar pensando que as minorias estão preparando uma armadilha para eles. Do jeito que as coisas estão, só se pode esperar por mais incidentes violentos. É um momento de tensão para os cristãos"", comenta um dos analistas de perseguição. A Índia é o 17º país da Classificação da Perseguição Religiosa de 2016 e está entre os 20 países onde é mais difícil seguir a Cristo. O aumento da perseguição e o nível de violência crescem a cada dia e rapidamente, mas apesar das notícias preocupantes, a igreja se mantem firme, com sua fé inabalável. Ore por essa nação.

Leia também
Cristãos enfrentam perseguição severa na Índia
Risco de guerra entre Índia e Paquistão prejudica cristãos


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE