Cristãos são condenados pela justiça iraniana

| 25/07/2017 - 00:00



25-iran-maos-em-oracao

Um iraniano convertido ao cristianismo foi condenado a 15 anos de prisão. Ele escreveu uma carta aberta às autoridades perguntando o que exatamente ele fez para “ser tão odiado” e afirmou que aprendeu pela Bíblia que deve amar seus inimigos. Amin Afshar-Naderi foi condenado com outros três cristãos, Kaviyan Fallah-Mohammadi, Hadi Asgari e o líder Victor Bet-Tamraz, que receberam sentenças de 10 anos por “agir contra a segurança nacional, por causa da organização e direção de igrejas domésticas”.

Afshar-Naderi recebeu uma sentença adicional de cinco anos por “insultar o sagrado” (blasfêmia). Bet-Tamraz e Fallah-Mohammadi estão livres após pagamento de fiança, mas Asgari e Afshar-Naderi permanecem na prisão, desde  agosto de 2016. Eles foram presos durante um piquenique nas montanhas Alborz, no nordeste de Teerã.

Em sua carta, Afshar-Naderi citou também que houve uma visita recente de embaixadores estrangeiros à prisão de Evin, no Teerã, onde ele e Asgari estão detidos. Ele disse que ambos tiveram que ficar “escondidos”, bem longe da vista deles. “Se o seu processo judicial, desde a prisão, interrogatório e audiências são realmente legais, então por que vocês estão nos escondendo das pessoas?”, questionou. Ore pela Igreja Perseguida no Irã, pelos nossos irmãos que foram condenados e por suas famílias.

Participe do SHOCKWAVE
Reúna seus amigos ou grupo de jovens de sua igreja e, nos dias 22 a 24 de setembro, organize uma reunião de oração pelos cristãos perseguidos. Cadastre-se!

Leia também
Como vivem os cristãos no Irã
Novidades sobre Maryam Naghash Zargaran


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE