Família cristã pode ser expulsa de vila no Quirguistão

Ore para que eles sejam guardados por Deus e supridos em todas as necessidades

O casal Djalil* e Zaida* do Quiguistão estão sob forte pressão dos vizinhos para voltarem ao islamismo. Durante o mês do Ramadã, os moradores da comunidade onde moram ficaram mais agressivos com a família cristã e convocaram o chefe da casa para uma conversa.

Djalil foi interrogado sobre a fé em Jesus e ele não negou o amor dele por Cristo. Então, os vizinhos presentes exigiram que ele renunciasse ao cristianismo e voltasse para a fé dos antepassados dele: o islã.

Mas, como o cristão se recusou a atender as imposições, as autoridades locais deram um mês para a família cristã mudar de ideia. Caso isso não ocorra, ela será boicotada no vilarejo, ficará excluída das ajudas públicas e do relacionamento com demais moradores. Entretanto, um grupo de pessoas nem esperou o prazo acabar e já tentou expulsar todos da aldeia.

Os parceiros locais da Portas Abertas pedem que os cristãos espalhados pelo mundo intercedam pela família de Djalil e Zaida, para que o Senhor transforme a situação difícil em oportunidade de perceberem o cuidado de Deus e de testemunharem Cristo.

O Quirguistão se classificou em 55º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021, por isso está na Lista de Países em Observação. A pressão contra os cristãos cresceu e tem dificultado a vida deles em uma sociedade de maioria islâmica, principalmente no interior do país. Esse fato afeta principalmente os seguidores de Jesus que são de origem muçulmana. Além dos parentes, os cristãos enfrentam restrições impostas pelo governo como as questões de registros e trabalho com jovens.

Pedidos de oração