Filho do pastor Victor Bet-Tamraz é condenado no Irã

O cristão é acusado de agir contra a segurança nacional, assim como os pais dele

| 10/01/2020 - 07:00

O pastor Victor e a esposa foram sentenciados a 10 e 5 anos de prisão, respectivamente

O pastor Victor e a esposa foram sentenciados a 10 e 5 anos de prisão, respectivamente


Enfrentar a prisão por amor a Cristo é uma das consequências que os cristãos têm enfrentado desde os tempos bíblicos. No Irã, a família do pastor Victor Bet-Tamraz passa por isso desde que ele e a esposa foram condenados a 10 e 5 anos de prisão, respectivamente, por ações contra a segurança nacional. Agora, o filho do casal cristão, Ramiel Bet-Tamraz, de 35 anos, foi condenado a quatro meses de confinamento pelo mesmo “crime” dos pais. 

O cristão foi detido juntamente com outras quatro pessoas durante um piquenique nas montanhas de Alborz, norte de Teerã, no dia 26 de agosto de 2019. A irmã de Ramiel, Dabrina Bet-Tamraz contou que ele já cumpriu um mês da pena e se mantém forte, mesmo que a situação seja difícil para toda a família, principalmente para a esposa, Ninebra. De acordo com o site Article 18, o cristão seria transferido para a prisão de Evin, em Teerã no dia 7 de janeiro.

Dos outros cristãos detidos, Hadi Asgari recebeu a sentença de 10 anos de prisão e Amin Afshar-Naderi foi condenado a 15 anos. Já Amir-Saman Dashti e Ramiel foram punidos com quatro meses de reclusão. Dabrina reconheceu que o veredito do irmão foi leve em comparação com o dos outros seguidores de Jesus. “Perder apenas um dia na prisão, para alguém que não fez nada errado e não cometeu crime, é uma grande injustiça. Como família, nos sentimos preocupados e ansiosos, e esses três meses serão muito longos para ele e para nós”, revelou Dabrina em entrevista.

Os processos do pastor Victor e de Shamiram seriam revistos em uma audiência de apelação em 13 de novembro de 2019. Mas a sessão foi adiada porque o tribunal alegou estar “muito ocupado”. A filha do casal não vive mais no Irã, mas tem um advogado no país que trabalha como porta-voz dela, e ainda cuida dos casos da família e de outros cristãos presos injustamente.

Pedidos de oração

  • Ore para que o Senhor fortaleça Ramiel e os familiares dele. Que eles tenham esperança na justiça divina e coragem para testemunhar a Cristo mesmo na adversidade.
  • Interceda para que as autoridades do país sejam sábias e imparciais na questão de justiça, para que não criminalizem as pessoas que desejam exercer livremente a fé em Jesus.
  • Clame pelos demais cristãos presos injustamente no Irã, para que tenham nítidos os propósitos de Deus nesses momentos, e não deixem de ser testemunhas do amor do Senhor.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE